CARREIRA

Estreou fazendo figuração na novela Carmem, de 1987.No ano seguinte fez figuração com direito á algumas falas na novela Vale Tudo, em que interpretou um recepcionista de hotel no capítulo 109. A estreia seu deu, efetivamente, em O Sexo dos Anjos (1989). Seu primeiro papel de destaque foi em Barriga de Aluguel, de 1990. Participou de Mulheres de Areia, de 1993, como o vaqueiro Alaor. No ano seguinte, viveu o seu primeiro protagonista em novelas, o Bruno de Quatro por Quatro.

É um dos atores prediletos do autor Carlos Lombardi, tendo participado de diversos trabalhos do mesmo, entre eles: Vira Lata, como o protagonista Lenin, Uga Uga, como o protagonista Baldochi, a minissérie O Quinto dos Infernos como um dos protagonista o Chalaça, Kubanacan como o antagonista General Camacho e Pé na Jaca, em que fez um participação especial como Merlin. Em 1990, protagonizou um empresário, corretor da bolsa de valores, que comprava a maioria das ações em nome de Maria do Carmo Regina Duarte, e não deixou que Renato Maia Daniel Filho sentar na cadeira da presidência das empresas da sucateira, garantindo a ela a permanência na presidência da empresa. Humberto Martins, em sua pequena participação em Rainha da Sucata, vivendo o papel de Osvaldinho, pela primeira vez, contracenava com Regina Duarte. Em 1998, protagonizou ao lado de Cristiana Oliveira a novela Corpo Dourado. Cristiana é a atriz com quem o ator mais contracenou, foram quatro novelas e uma minissérie.

Em 2005, fugindo ao estereótipo dos homens descamisados que constumava fazer, encarnou o empresário Laerte de América, e no ano seguinte, 2006, foi o feitor Bruno de Sinhá Moça. Em 2008, viveu o antagonista principal de Beleza Pura, o médico Renato, sendo o segundo de sua carreira; o primeiro foi em Quatro por Quatro. Em 2009, despontou como o inescrupuloso empresário Ramiro Cadore na premiada Caminho das Índias.

Ao longo de sua carreira fez uma única atuação no cinema, em que viveu o personagem homônimo no longa Tiradentes.

Foi destaque da última alegoria do desfile campeão do GRES Aliança de Joaçaba-SC em 2009.

Em 2010 volta a protagonizar como Ricardo Aguilar em Escrito nas Estrelas. Atuou como Neco no remake de O Astro, vivendo o papel que foi originalmente interpretado por Flávio Migliaccio. Em 2012, se despediu do carinhoso Nacib, da Telenovela das 11, de Walcyr Carrasco, Gabriela. Em 2015 participou do espetáculo teatral da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém como Pôncio Pilatos. Seu último trabalho em novelas até o momento foi no elenco da novela Verão 90, interpretando o personagem Herculano Mendes.

 
Film Clapboard

“O QUE FICA SEMPRE GUARDADO DENTRO DE MIM, E, QUE FOI UM FATOR PRIMORDIAL NA MINHA JORNADA, FOI A MINHA CRIAÇÃO. A MINHA VIDA DESDE GAROTO, AONDE EU VIVI, MESQUITA, NOVA IGUAÇU (BAIRROS DA BAIXADA FLUMINENSE DO RIO DE JANEIRO). TENHO ORGULHO DE TUDO! AOS TREZE ANOS EU JÁ TRABALHAVA, AOS DEZ ANOS EU VENDIA AS MINHAS REVISTINHAS VELHAS, NA FEIRA. EU LIA MUITO GIBI. EU JÁ ERA UM CARA QUE PROCURAVA O QUE FAZER. SEMPRE FUI EMPREENDEDOR. QUANDO EU CHEGUEI AQUI, AOS 23 ANOS DE IDADE, CHEGUEI COM MUITA BAGAGEM DE VIDA. MAIS DO QUE UMA PESSOA QUE É CRIADA EM UM APARTAMENTO EM COPACABANA, NA GÁVEA, ETC. SEM DESCRIMINAÇÃO NENHUMA. MAS A MINHA VIDA FOI MUITO DIFERENTE, MAIS PREENCHIDA EM TERMOS DE VIVÊNCIA, QUE POSSA SER UTILIZADA EM PERSONAGENS FUTUROS E ATÉ EM RELACIONAMENTOS: DE CASA, DE FAMÍLIA, DISSO TUDO. EU SOU MUITO AGRADECIDO A MINHA ORIGEM."